Fasubra Sindical

Switch to desktop Register Login

FASUBRA participa de Audiência Pública chamado pela Frente Parlamentar pela Valorização das Universidades Federais

 

Hoje, pela manhã, no Plenarinho 14 da Câmara dos Deputados Federais, no Congresso Nacional, em Brasília, aconteceu uma Audiência Pública chamada pela Frente Parlamentar pela Valorização das Universidades Federais.

Organizamos nossa intervenção no papel miserável da mídia brasileira, na desinformação, privilegiando o desmonte do serviço Público e, em especial, da Universidade. Colocamos que a cada Universidade que se manifesta divulgando a sua situação econômica na perspectiva de fechar as portas, a mídia vai para as portas das universidades desvirtuar a opinião pública sem se aprofundar nos verdadeiros motivos que levou aquela universidade às necessidades financeiras, culpabilizando-a. Lembramos também que os trabalhadores em Educação se encontram em uma situação de falta de pessoal, com o congelamento de concursos públicos, na lógica da PEC do Fim do Mundo, e da ampliação da terceirização.

Impossível falar de Educação e não citar os Hospitais Universitários que sofrem represália por não aderirem aos encantos da terceirização e privatização dos serviços hospitalares, com as EBSERH, e com o massacre a educação pública, como querem os grandes conglomerados financeiros da Educação e Saúde privadas. O que justificará, no futuro, a entrega do patrimônio das universidades. Este desmonte está se constituindo com a anuência de 70% do Congresso Nacional e Senadores.

Não bastasse tudo isso, o Governo Temer anunciou a retirada das garantias trabalhistas do Executivo, poupando o Legislativo e Judiciário, alegando não ter autonomia dos demais poderes. As mudanças alcançarão os benefícios, como o auxílio-alimentação e saúde, além da Licença sem Vencimento. Também elaborou um PDV, promovendo a instabilidade no serviço público. Isso dentre outros ataques ao trabalhador, que já possui, a muito tempo, o menor salário e benefícios do Serviço Público. Tudo isto vem atrelado aos desmontes da educação pública e, se os parlamentares não se manifestarem, estaremos fadados ao fracasso na defesa do Serviço Público.

 

Direção Nacional FASUBRA Sindical